SUPORTE PARENTÉRICO

COMO FUNCIONA O SUPORTE PARENTÉRICO

O suporte parentérico (SP) a longo prazo é usado em situações em que as pessoas não conseguem absorver nutrientes e fluidos suficientes através da ingestão de alimentos por forma a manter a sua saúde.1–4

O SP fornece nutrientes e fluidos através da veia para a corrente sanguínea, contornando o normal processo de absorção e digestão dos alimentos que normalmente ocorre no trato gastrointestinal. 1–4

Isto fornece todos os nutrientes e fluidos necessários que normalmente seriam obtidos comendo e bebendo.4

 

SUPORTE PARENTÉRICO DOMICILIÁRIO

O suporte parentérico no domicílio (SPD) refere-se à administração de SP em casa e está disponível em alguns países.

O tratamento no domicílio é a opção preferida para pessoas com síndrome do intestino curto com falência intestinal (SIC-FI) que necessitam de SP a longo prazo, porque oferece maior liberdade e a oportunidade de autogerir a sua própria condição.


REQUISITOS PARA SPD

Por favor, contacte os seus profissionais de saúde para obter mais informações acerca da disponibilidade e requisitos do SPD em Portugal e consulte a Norma Organizacional  017/2020 da Direção-Geral da Saúde – Implementação da Nutrição Entérica e Parentérica no Ambulatório e Domícilio em Idade Adulta.

SP = suporte parentérico

SPD = suporte parentérico domiciliário


COMO É QUE O SPD É FEITO

O SPD é administrado através de uma agulha que é colocada numa grande veia, a que se chama cateter venoso central. 1, 2

O SPD normalmente demora 10 a 12 horas por dia e são necessárias 5 a 7 sessões por semana. 1, 2 A maioria das pessoas administra a perfusão de suporte parentérico durante a noite com uma bomba para que possam estar livres do tratamento durante o dia.3

No entanto, como o SPD pode causar necessidade de urinar durante a noite, poderá interferir com a qualidade do sono e reduzi-lo.1 Como resultado, algumas pessoas preferem fazer o SPD durante o dia.

Para minimizar o risco de infeção, o SPD deve ser administrado num ambiente limpo e o cateter deve permanecer na mesma posição. O tubo externo deve ser trocado regularmente, e os pensos mantidos estéreis e substituídos conforme recomendado pelo seu médico ou enfermeiro. 2, 3

A solução de nutrientes e fluidos que é bombeada deve ser mantida num frigorífico, mas a dose adequada deve ser retirada 4 a 6 horas antes da administração para que haja tempo suficiente para atingir a temperatura ambiente.2

Não autoadministre o SPD, a menos que tenha tido formação para tal pelo seu médico ou enfermeiro. Consulte o seu médico ou enfermeiro para obter mais informações.

 

 

 

 

 

 

COMPLICAÇÕES DO TRATAMENTO

Embora o SP seja uma terapia essencial para a vida das pessoas com SIC-FI, o seu uso a longo prazo pode levar a complicações graves, como infeções, sepsis, insuficiência renal e insuficiência hepática. 1–3

Infeções relacionadas com o cateter são a complicação mais comum associada ao uso de SP, sendo responsável pela maioria das hospitalizações de pessoas com SIC-FI. 1–3

Complicações devido a SP são responsáveis por metade de todas as hospitalizações de pessoas com SIC-FI, com um estudo a mostrar que, num período de 12 meses, os doentes hospitalizados passaram em média 23 dias no hospital. 3

Certifique-se de que segue as orientações fornecidas pelo seu profissional de saúde, a fim de minimizar o risco de infeção durante o uso de SPD.

 

SP = suporte parentérico

SPD = suporte parentérico domiciliário

 

Data de preparação: abril de 2021 C-ANPROM/PT/REV/0011