CAUSAS DA SÍNDROME DO
INTESTINO CURTO COM FALÊNCIA
INTESTINAL (SIC-FI)

A SIC-FI resulta normalmente de uma condição subjacente que obriga a que porções do seu intestino delgado sejam removidas cirurgicamente. 1–4

Em casos mais raros, a SIC-FI pode já estar presente desde o nascimento como resultado de uma malformação de nascença, no qual porções do intestino delgado estão em falta ou danificadas.1–4

 

CONDIÇÕES QUE LEVAM A
CIRURGIA INTESTINAL

Condições que podem obrigar a que porções significativas do intestino delgado sejam removidas cirurgicamente, resultando em SIC-FI, incluem, por exemplo, doença de Crohn, cancro e coágulos sanguíneos intestinais.1–4

 

 

TIPOS DE CIRURGIAS INTESTINAIS
RESULTANDO EM SIC-FI 2

O intestino delgado é composto por três partes: duodeno, jejuno e íleo. Cirurgias que resultam na remoção de diferentes secções do intestino podem causar SIC-FI. Algumas cirurgias intestinais que podem resultar em SIC-FI são representadas na Figura 1. 5

Os resultados a longo prazo e os sintomas da SIC-FI após a cirurgia dependem do tipo de procedimento cirúrgico realizado e do comprimento de intestino remanescente.5

Existem várias cirurgias intestinais que podem resultar em SIC-FI e subsequente dependência de suporte parentérico (SP) a longo prazo.5

 

FIQUE A SABER MAIS SOBRE O SUPORTE PARENTÉRICO

FIGURA 1 5

ANASTOMOSE
JEJUNO-ILEAL

Secções do jejuno são removidas.

ANASTOMOSE
JEJUNO-CÓLICA

Todo o íleo é removido, e por vezes parte do jejuno.

JEJUNOSTOMIA

Todo o intestino grosso e o íleo são removidos. Partes do jejuno também são removidos.

Data de preparação: abril de 2021 C-ANPROM/PT/REV/0011